Arquivo de abril, 2014

Publicado: 22 de abril de 2014 em Sem categoria

Imagem

Dois tópicos comumente abordados nas provas de biologia dos principais vestibulares do país são as disciplinas de Biologia Celular e Genética. Vamos praticar os nossos conhecimentos dentro dessa área? Abaixo temos duas listas de exercícios voltados para este assunto:

https://gleisonmagalhaes.files.wordpress.com/2014/04/lista-genc3a9tica1.pdf

https://gleisonmagalhaes.files.wordpress.com/2014/04/lista-biologia-celular1.pdf

BONS ESTUDOS!!!! 

Anúncios

FEBRE DO CHIKUNGUNYA

Publicado: 16 de abril de 2014 em Sem categoria

Imagem

 

Estar atento às atualidades na área de biologia e medicina é sempre importante para os vestibulandos. Os principais vestibulares do país tendem a abordar temas amplamente discutidos na atualidade. Como exemplos disso, podemos citar as constantes questões sobre aquecimento global nas provas do ENEM, a abordagem de questões sobre o vírus H1N1 na época da pandemia de gripe suína, as questões sobre a síndrome da vaca louca na época em que estava sendo discutida, entre outras.

Este ano, um novo tema na área de saúde está sendo comentado. Trata-se da FEBRE DO CHIKUNGUNYA, uma doença que vem se alastrando pelo mundo desde 2004 e com uma peculiaridade bastante relacionada ao Brasil: o vírus da doença é transmitido pelo mesmo mosquito que a dengue e a febre amarela urbana (Aedes aegypti) e apresenta sintomas similares à dengue. Para os que tiverem interesse, leiam a notícia disponível do site da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), disponível no link abaixo:

http://portal.fiocruz.br/pt-br/content/pesquisa-do-ioc-e-instituto-pasteur-alerta-para-risco-de-epidemia-de-chikungunya-no-brasil

 

Hoje vamos discutir as questões do segundo exame de qualificação da UERJ em 2002. O link da prova encontra-se abaixo:

http://www.vestibular.uerj.br/portal_vestibular_uerj/arquivos/arquivos2002/2002eq2_2de3.pdf

 

QUESTÃO 25

Esta questão fala sobre a destruição da camada de ozônio, intensificação da radiação solar e os riscos para o desenvolvimento do câncer de pele, mencionando o menor risco dos negros em desenvolver a doença.

Então, pergunta-se qual a associação correta entre o tipo de radiação e a substância encontrada na pele, que torna os negros menos propensos a terem câncer de pele.

Para resolvê-la, basta lembrarmos a função da camada de ozônio, que é bloquear a radiação ultravioleta. Sabendo disso, já acharemos a resposta correta, que é a letra B. Contudo, a termos de conhecimentos, devemos saber qual substância na pele nos protege da radiação solar. Esta proteção deve-se a presença de uma proteína chamada de melanina, que é encontrada em maior quantidade na pele de pessoas negras.

Imagem

 

Sugestões de leitura:

http://www.cetesb.sp.gov.br/userfiles/file/laboratorios/fiea/radiacao_uv_portugues.pdf

http://www.inca.gov.br/situacao/arquivos/causalidade_exp_solar.pdf

 

QUESTÃO 29

Esta questão fala sobre a síndrome da vaca louca e sobre a transformação de príons normais, encontrados no sistema nervoso, em príons infecciosos. Outra informação relevante é que os príons normais são digeridos pela enzima tripsina, enquanto os príons infecciosos não são.

Então, para resolver esta questão, basta lembrarmos qual tipo de molécula é digerida pela tripsina e procurá-la nas alternativas apresentadas.

A tripsina é uma enzima presente no duodeno, que é responsável por digerir proteínas e peptídeos.

Agora vamos analisar os nomes apresentados porque muitos causam confusão nos alunos. Vejamos os significados de cada termo apresentado:

– Glicolipídica: relacionado aos glicolipídios, que são associações entre lipídios e açúcares (glicídios);

– Polipeptídica: relacionado aos polipeptídeos. São moléculas formadas por aminoácidos, assim como as proteínas, mas que possuem menor quantidade de aminoácidos que uma proteína.

– Polissacarídica: relacionado aos polissacarídeos, que são formados pela ligação entre várias moléculas de monossacarídeos. Em resumo, são açúcares mais complexos. Os três principais exemplos são o amido, a celulose e o glicogênio, que são polímeros de glicose.

– Oligonucleotídica: relacionado aos oligonucleotídeos, que são fragmentos de cadeias de DNA ou RNA formado por uma pequena quantidade de nucleotídeos.

Baseado no significado destes termos, podemos dizer que o único que pode ser digerido pela tripsina são os polipeptídeos. Logo, a resposta correta é a letra B.

 

QUESTÃO 30

Esta questão fala sobre a fisiologia vegetal e aborda a influência da concentração de gás carbônico e da intensidade luminosa sobre a fotossíntese. Para avaliar os efeitos destes fatores sobre a fotossíntese, foram realizadas experiências com cinco plantas submetidas a uma dada concentração de CO2 e determinada intensidade luminosa e mediu-se a capacidade fotossintética. Então, pergunta-se em quais valores mínimos de C e I é atingida a saturação.

A primeira pergunta que faço aos alunos é: “O que é saturação?”. Em uma reação química ou em processos que envolvem várias reações (como é o caso da fotossíntese), a saturação pode ser definida como o ponto em que o aumento dos fatores de reação não altera o produto final. No caso da fotossíntese, seria o ponto em que o aumento da intensidade luminosa ou da concentração de CO2 não provoca mais alterações na capacidade fotossintética, ou seja, ela se mantém constante.

Então, tendo esta informação em mente, poderemos analisar a tabela de resultados e tentar descobrir qual intensidade luminosa e concentração de gás carbônico indicam a saturação. Analisemos a tabela.

No primeiro ponto, temos uma concentração C1 de gás carbônico com uma intensidade I1 e obtemos uma capacidade T1.

Na segunda planta, dobrou-se a concentração de gás carbônico para C2 e mantivemos a intensidade igual a I1 e a capacidade também dobrou e ficou igual a T2. Podemos dizer que a capacidade dobrou, pois dobramos a concentração de gás carbônico, visto que a intensidade luminosa foi mantida constante.

Na terceira planta, mantivemos a concentração de CO2 igual a C2 e aumentamos a intensidade para I2 e a capacidade fotossintética se manteve constante e igual a T2. Repare que a concentração de gás carbônico foi mantida constante; portanto, não pode alterar a capacidade fotossintética. Contudo, aumentamos a intensidade luminosa para I2 e, mesmo assim, a capacidade fotossintética se manteve igual a T2. Isso indica que o I1 é o ponto de saturação luminosa, ou seja, a partir deste ponto, podemos aumentar a intensidade luminosa, mas a capacidade fotossintética sempre se manterá constante.

Na quarta planta, aumentamos a concentração de gás carbônico para C3 e a intensidade luminosa para I3 e vimos um aumento na capacidade fotossintética para T3. Considerando que o ponto de saturação luminosa era o I1, provavelmente este aumento na capacidade fotossintética está relacionado com o aumento na concentração de gás carbônico.

Na quinta planta, aumentamos a concentração de gás carbônico para C4 e a intensidade luminosa para I4, mas a capacidade fotossintética se manteve constante e igual a T3. Como ponto de saturação luminosa era o I1, neste momento devemos ter atingido o ponto de saturação para o CO2, que é o C3.

Sendo assim, a resposta correta é a letra D.

 

QUESTÃO 31

Esta questão aborda um tópico sobre o metabolismo energético e exige o conhecimento sobre o processo de glicólise.

No enunciado, mencionam-se três moléculas distintas: glicose, ácido pirúvico e gliceraldeído. Além disso, apresentam-se três estruturas moleculares distintas, identificadas pelas letras X, Y e Z e diz-se que essas estruturas estão relacionadas com cada uma das moléculas mencionadas acima.

Por fim, ele pede que você identifique a ordem das substâncias X, Y e Z no processo de glicólise (etapa metabólica tratada na questão).

Para resolver esta questão, precisamos recordar o conceito de glicólise: 

“Processo de quebra da molécula de glicose, que ocorre no citoplasma das células e produz duas moléculas de piruvato (ácido pirúvico), duas moléculas de NADH e duas moléculas de ATP (adenosina trifosfato).”

Após isso, podemos determinar a ordem das três moléculas. Considerando que a glicólise é a quebra da glicose, podemos dizer que, no início do processo, teremos uma molécula de maior tamanho, que é a glicose. Então, comparando X, Y e Z, qual dessas possui maior tamanho? Muito bem! É fácil visualizar que a molécula X possui maior tamanho. Então, X seria a primeira molécula nesse ordenamento e representa a glicose; com isso, podemos eliminar as alternativas B e D. Agora temos que determinar quem são as substâncias Y e Z. Para isso, podemos utilizar nossos conhecimentos de química orgânica (parte da química que estuda os compostos do carbono). Repare que as outras duas substâncias só podem ser o ácido pirúvico ou o gliceraldeído. Os nomes dessas substâncias indicam a função orgânica a qual esses compostos pertencem; reparem no nome gliceraldeído, que indica que esta molécula é um aldeído; repare também no nome ácido pirúvico, que indica que é um ácido carboxílico (única função orgânica que indica os ácidos). Agora vamos relembrar qual a característica marcante dessas duas funções: os ácidos carboxílicos são caracterizados pela presença do grupo carboxila (carbono fazendo ligação dupla com o oxigênio e ligação simples com o grupo OH e representado como COOH), enquanto os aldeídos possuem o grupo CHO (carbono fazendo dupla ligação com o oxigênio e ligação simples com o H). Com base nisso, podemos dizer que a substância Y é o ácido pirúvico, enquanto a substância Z é o gliceraldeído. Agora, precisamos determinar a ordem de cada um deles; lembre-se do enunciado da glicólise apresentado no início da resolução; o ácido pirúvico é o produto final da glicólise e, portanto, será a última substância no nosso ordenamento; sendo assim, o gliceraldeído é um composto intermediário.

Sendo assim, a resposta correta é a letra C.

 

Imagem

 

QUESTÃO 33

A questão baseia-se num texto que fala sobre a digestão do DNA com enzimas de restrição e a separação de seus fragmentos por eletroforese. Neste texto, cita-se que os fragmentos de DNA tendem a migrar para o polo positivo.

Para resolvê-la, basta lembrarmos que o DNA possui carga negativa devido à presença de um grupamento específico nos nucleotídeos que o formam. Este grupamento é o fostato, que possui fórmula PO43-

 

QUESTÃO 35

Esta é uma questão clássica de ecologia de populações, em que se analisa a variação na densidade de populações de traíras e lambaris.

Para resolvê-la, precisaremos analisar o gráfico e utilizar algumas informações relevantes apresentadas no enunciado. Ao lermos o enunciado, vemos que uma informação relevante para sua resolução é o fato das traíras serem predadores naturais dos lambaris. O que significa isso? Significa que as traíras se alimentam dos lambaris.

Agora vamos analisar a pergunta apresentada: ele pede que se indique a curva do gráfico que representa a população dos lambaris, sabendo que a curva 1 representa a variação da densidade populacional das traíras.

Como resolver isso? Basta utilizarmos nossas informações: sabemos que as traíras são predadores dos lambaris. Então, o que ocorrerá com a população de lambaris se as traíras aumentarem em quantidade? Muito bem! A população de lambaris diminuirá. E se a população de traíras diminuir? É simples! A população de lambaris aumentará. Sabendo disso, podemos analisar o gráfico.

Vamos primeiro descrever o que está ocorrendo com a população de traíras ao longo do tempo. Repare que, no início, a densidade da população de traíras se mantém quase inalterada e depois ela diminui até desaparecer totalmente. Sabendo que as traíras diminuem e desaparecem no final, podemos dizer que a população de lambaris deverá crescer nesse período. Ao analisarmos o gráfico, vemos que apenas a curva 5 indica um aumento na densidade populacional que seria condizente com os lambaris.

Sendo assim, a resposta é a letra D.

 

QUESTÃO 46

Esta questão fala sobre gametas e determinação cromossômica do sexo. Como sabemos, na espécie humana existe um par de cromossomos sexuais; no sexo feminino, este par é formado por dois cromossomos X; no sexo masculino, o par é formado por um cromossomo X e um cromossomo Y. Como a mulher só possui cromossomo X, ela é chamada de sexo homogamético, pois todos os seus gametas possuirão o cromossomo X. O homem, por sua vez, é dito heterogamético, pois produz alguns gametas contendo o cromossomo X e outro contendo o cromossomo Y. Sendo assim, o homem é quem determina o sexo do embrião; se um espermatozoide contendo um cromossomo X fecundar um óvulo, ele formará um embrião XX, que é do sexo feminino; por outro lado, se um espermatozoide contendo um cromossomo Y fecundar um óvulo, ele formará um embrião XY, que é do sexo masculino.

Com base nesses conceitos podemos resolver a questão, que pergunta qual gráfico representa a probabilidade dos quatro embriões serem do sexo masculino. Vamos analisar cada situação:

– No caso do embrião E1, foram utilizados 500.000 espermatozoides, todos contendo o cromossomo X. Com base em nossos conhecimentos adquiridos acima, podemos ver que a chance de gerar uma criança do sexo masculino é nula, visto que estes teriam de receber o cromossomo Y do pai.

– No caso do embrião E2, foram utilizados 100.000 espermatozoides e 25.000 contém o cromossomo X, o que significa que os outros 75.000 possuem o cromossomo Y. Sendo assim, a probabilidade neste caso seria de 75%, visto que este é o percentual de espermatozoides do pai que contém o cromossomo Y.

– No caso do embrião E3, foram utilizados 400.000 espermatozoides e 100.000 contém o cromossomo X, o que significa que os outros 300.000 possuem o cromossomo Y. Sendo assim, a probabilidade neste caso também seria de 75%, visto que este é percentual de espermatozoides do pai que contém o cromossomo Y.

– No caso do embrião E4, foram utilizados 250.000 espermatozoides e 125.000 contém o cromossomo X; sendo assim, a outra metade conterá o cromossomo Y. Desse modo, a probabilidade neste caso seria de 50%, visto que este é o percentual de gametas do pai que contém o cromossomo Y.

Com base nessas probabilidades, podemos ver que somente o gráfico 1 apresenta estes valores para cada caso. Logo, a resposta correta é a letra A.

Vamos discutir as questões de mais uma prova da UERJ? Abaixo se encontra o link para a prova:

http://www.vestibular.uerj.br/portal_vestibular_uerj/arquivos/arquivos2002/2002eq1_2de3.pdf

 

QUESTÃO 26

Esta questão exige o conhecimento de determinadas características de proteínas e do DNA, que são estudados na parte de bioquímica.

Para resolvê-la, teremos que associar as informações apresentadas no enunciado com as informações apresentadas no gráfico.

No enunciado, diz-se que o DNA apresenta carga negativa (lembre-se que isso se deve à presença de grupamentos fosfato nesta molécula) e está ligado com proteínas de caráter básico chamadas de histonas. Sabendo disso, precisamos julgar qual será a carga apresentada pelas histonas em pH básico, para que possamos determinar qual das quatro proteínas apresentadas no gráfico poderá ser uma histona. Para isso, basta lembrarmos da lei de atração e repulsão, que diz:

“Cargas opostas se atraem, enquanto cargas iguais se repelem.”

Tendo esse princípio em mente, podemos dizer que as histonas possuirão qual tipo de carga? Muito bem! Se o DNA possui carga negativa, só poderá interagir com proteínas que possuem carga positiva. Então, em pH básico, as histonas possuem carga positiva.

Agora vamos analisar o gráfico. Para determinar qual dessas proteínas pode ser uma histona, precisamos verificar qual delas apresenta carga positiva em pH básico (lembrando que pH básico é aquele acima de 7). Analisando o gráfico, vemos que somente a proteína W possui carga positiva em alguns valores de pH básico (entre 7 e 10). Logo, somente ela poderá ser uma histona.

Desse modo, a resposta correta é a letra A.

 

QUESTÃO 30

Essa questão pretende determinar o caminho percorrido por uma dada substância injetada por via venosa. Vamos raciocinar.

Uma injeção venosa é realizada em uma veia, um vaso sanguíneo que leva o sangue do corpo para o coração. Sendo assim, já podemos eliminar as alternativas A e C, que mencionam os pulmões como o primeiro destino dessa substância.

Após isso, devemos nos perguntar: “Por qual lado do coração o sangue proveniente do corpo retorna?”. A resposta é simples: o sangue proveniente das diversas partes do corpo retorna sempre pelo lado direito do coração. Então, o sangue contendo essa substância chegará no átrio direito e passará para o ventrículo direito. Este, por sua vez, bombeará o sangue para os pulmões (onde ocorre a troca de gases). Posteriormente, o sangue retornará ao coração pelo átrio esquerdo, passará para o ventrículo esquerdo. Este, por fim, bombeará o sangue para o corpo, incluindo o órgão-alvo da substância, que é o rim.

Desse modo, a resposta correta é a letra B.

Imagem

 

QUESTÃO 32

Essa questão exige alguns conhecimentos de fisiologia humana e metabolismo energético para a sua resolução. Repare que a frase apresentada diz que todo o oxigênio absorvido sob a forma de oxigênio, é eliminado sob a forma de gás carbônico. Esta frase sugere que o oxigênio é transformado em CO2 no nosso corpo, o que não é verdadeiro. Mas qual seria a justificativa desta afirmativa ser falsa? Vamos analisar cada alternativa apresentada na questão:

– Este item está incorreto, pois afirma que o CO2 é eliminado pelos rins sob a forma de bicarbonato. Essa é outra forma de excreção de gás carbônico pelo corpo, mas não é a principal, que envolve a eliminação deste gás por meio do processo expiratório. Alternativa incorreta.

– Os pulmões são responsáveis pela eliminação da maior parte do gás carbônico produzido em nosso metabolismo. Apenas uma pequena parcela é eliminada pela urina sob a forma de bicarbonato. Alternativa incorreta.

– O oxigênio atua como aceptor final de elétrons na cadeia respiratória mitocondrial e forma água ao término deste processo. Logo, a alternativa está correta.

– As reações metabólicas das células humanas envolvem a realização de processos que consomem o oxigênio, mas não o produzem. Logo, tal afirmativa é incorreta.

Sendo assim, a resposta correta é a letra C.

Imagem

 

QUESTÃO 35

Esta questão discute os dois tipos de hidrólise (quebra) a que a sacarose (um dissacarídeo) pode ser submetida: hidrólise ácida ou catálise enzimática.

Então, para resolvê-la, precisamos buscar diferenças entre a hidrólise ácida e a catálise enzimática. Como temos mais conhecimento sobre a ação das enzimas na parte de bioquímica, vamos relembrar algumas características da catálise enzimática:

– As enzimas são proteínas que aceleram as reações químicas;

– Reações enzimáticas são afetadas pela temperatura e pelo pH do meio, visto que alterações bruscas nestes fatores podem provocar desnaturação e perda da atividade enzimática;

– A concentração de substrato também afeta as reações enzimáticas. Inicialmente, a velocidade da reação tende a aumentar rapidamente (indica que o substrato é consumido rapidamente) e, posteriormente, a velocidade da reação vai diminuindo até se tornar constante.

Estas informações serão suficientes para resolvermos a nossa questão. Em primeiro lugar, pede-se para indicar quais curvas representam a hidrólise ácida e a catálise enzimática. Para resolvermos isso, vamos usar o gráfico de referência. Vamos anotar nossas observações com relação às curvas X e Y no gráfico de referência:

– A curva X é representada por uma reta decrescente, o que indica uma redução na concentração de sacarose ao longo do tempo.

– A curva Y indica um decréscimo mais rápido na concentração de sacarose seguido por um período de decréscimo mais lento, tendendo a ficar constante.

Sabendo disso, qual curva representa a hidrólise ácida? E a catálise enzimática? Pelas nossas anotações sobre a catálise enzimática feitas no início da resolução, podemos dizer que a curva Y representa a catálise enzimática, enquanto a curva X representa a hidrólise ácida. Podemos dizer isso, pois é notável que a velocidade da reação é muito maior na curva Y; observe que a concentração de sacarose cai mais rapidamente do que na curva X. Além disso, podemos observar que a curva tende a se estabilizar em determinado momento.

Agora precisamos determinar qual dos dois gráficos experimentais representam uma experiência realizada à 80ºC. Lembre-se que as enzimas humanas atuam em uma temperatura de 37ºC. Desse modo, a uma temperatura de 80ºC, as enzimas sofrerão desnaturação e perderão a sua atividade biológica (serão incapazes de realizar a sua função). Então, ao analisarmos os gráficos, veremos que, somente no gráfico 1, houve perda da atividade biológica, pois a curva Y se mantém constante, ou seja, a enzima não está digerindo a sacarose e por isso sua concentração não se altera.

Sendo assim, a resposta correta é a letra A.

Imagem

 

QUESTÃO 39

Esta questão se baseia em um texto que fala sobre o derramamento de óleo em ambientes aquáticos e discute o acúmulo dessas substâncias até que atinjam o topo da pirâmide alimentar.

Na pergunta, questiona-se qual o nome do processo de acúmulo de substâncias ao longo da pirâmide alimentar. Quatro alternativas diferentes são apresentadas. Vamos discuti-las:

– Biogênese: este é o nome dado a uma das principais teorias de origem da vida. Esta teoria elucida que um ser vivo só pode surgir a partir de outro ser vivo existente;

– Biossíntese: é a síntese biológica de diversas moléculas presentes nas células. Por exemplo, a biossíntese de ácidos graxos, de nucleotídeos, de aminoácidos, etc.

– Biodegradação: capacidade que uma substância tem de ser degradada biologicamente por seres vivos chamados de decompositores.

– Bioacumulação: acúmulo de substâncias não-biodegradáveis nos tecidos dos seres vivos, de modo que, ao se alimentarem, estas substâncias possam se acumular ao longo dos níveis tróficos das cadeias alimentares.

Com base nos conceitos apresentados acima, vemos a alternativa correta é a letra D.